quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

Álbum: Dezembro 2014 (Vem, 2015!)

Ai, ai... adoro essas minhas postagens que viraram "tradição". Aqui estamos nós, em mais um final de ano, mais um ciclo se encerrando (gosto de acreditar nisso) e dando chance para que coisas boas e novas aconteçam. Eu não sei quanto a vocês, mas por pior que as coisas sejam, eu sempre fico esperançosa, quando entramos na última semana de dezembro.

O melhor da vida está nas pequenas coisas, e pode estar
em uma paleta mexicana de morango com leite condensado.

Olha, 2014 não foi fácil por aqui. Pelo contrário, foi um ano bem pesado. Tive que largar a faculdade, perdi minha avó em fevereiro e meu avô (marido dela) seis meses depois. Meu padrasto passou 15 dias na UTI e escapou da luz branca por pouco, e uma prima muito querida não resistiu ao câncer e também partiu. Como podem ver, o negócio foi punk, e em muitos dias o desgaste emocional era tão grande, que era difícil levantar todos os dias e ir à luta. Mas é isso que a gente tem que fazer: continuar. Eu escolhi continuar, tô em paz, as coisas estão mudando, e eu não vejo a hora que 2015 chegue e minha vida finalmente aconteça.



´

Decorações de Natal vistas por aí. 1. A Praça do Avião, linda
com os guarda-chuvas que me lembraram os amigos japas.
2 e 3. As "árvores" maravilhosas da biblioteca municipal. 4.Me
arrisquei ser lindamente assaltada pra tirar essa foto. 5. A sala daqui de casa.

Eu sei, eu sei, todo ano eu falo que vou mudar, que vou correr atrás, que vou fazer o caralho a quatro, e no final das contas sempre acabo assistindo animes e comendo brigadeiro (err). Mas gente, sério, não dava mais pra continuar como eu estava. Quer dizer, eu nunca fui infeliz, sempre gostei da minha vida, sempre tive quem me amasse e cuidasse de mim, sempre tive saúde. O que acho que aconteceu (e ainda acontece) comigo é a "Crise dos 20 anos" - porque as crises surgem cada vez mais cedo. A gente quer viajar, quer realizar todos os sonhos, quer ter uma vida maravilhosa, mas não entende que é preciso ralar pra conseguir isso. Ou melhor, até entende, mas não sabe exatamente por onde começar, se frustra por não conseguir de primeira, e aí acaba sempre emburrado e reclamando que "nada dá certo" (vai, confessem, vocês também dizem/disseram esse absurdo). Eu disse muuuuuito isso, e hoje reconheço que o que sempre me faltou foram umas boas chineladas. E quem me deu essas chineladas foi a vida, com um belo PÁH!, quando me dei conta de que o tempo está passando rápido, que os meus pais não são eternos, e que se eu não fizer algo por mim mesma, ninguém vai fazer, porque esse tipo de milagre só acontece em filmes natalinos. Então, que tal vocês me acompanharem nesse juramento? Vamos lá, ergam a mãozinha direita (e sem cruzar os dedinhos da esquerda):


Em 2015, reclamarei menos e agirei mais.


Panettone que ganhei da firma. ^.^

Editando o post de Natal. Era madrugada do dia 23 para o dia 24,
e eu estava quase dormindo sentada.

Momento "alooka do dia", com o visu do Natal.

Chega, né, galera? Passou da hora de virar gente grande. E um dos primeiros passos para essa mudança é ter objetivos. Eu nunca quis fazer listas de coisas a conquistar, justamente porque me frustro fácil, mas já que em 2015 TUDO dará certo, não há mais motivos para ter medo, e eu fiz. Para vocês lerem, é só clicar na aba Metas, ali no menu superior. Quem sabe vocês não se inspiram, e fazem uma também? :D



A lendária noite de Bêbado Secreto, mitando novamente.
 PS: Eu e a Ly levando a Capetaria de São Jerônimo para o mundo! \o/

É isso, galera. Vou poupar vocês dos mimimis de sempre. Mas vou desejar que o ano novo seja maravilhoso com todos nós. Que quem está na pior, arranje força e consiga mudar as coisas. Que quem está na melhor, fique melhor ainda e consiga dividir a felicidade com outras pessoas. Que a violência e o ódio diminuam. Que mulheres, homossexuais, negros e pobres encontrem cada vez mais inclusão e menos injustiça. Que a política seja levada a sério, e o governo seja decente. Que mais e mais crianças tenham direito a educação, família e esperança de um futuro digno. Que o amor e a amizade sejam maiores que a inveja e o recalque. \ /

Não resisti, tive que fotografar a melancia que estava comendo
enquanto editava esse post. Me amem.

Agora, com licença, porque preciso correr pro trabalho, fazer minha parte, e voltar pra casa a tempo de ficar bem deeeva pra festa do Clã Amaral. De delineador gatinho, calcinha amarela e sutiã vermelho. Ahém.

FELIZ ANO NOVO!!!!!!! <3 <3 <3 <3


4 comentários:

  1. Estava passeando pelos blogs e encontrei o seu, achei super bacana, aproveito para convidar para conhecer o meu cantinho, fique a vontade por lá.
    Um abraço e um ótimo começo de ano pra ti!
    Evelyn Oliveira
    @evelyncmo
    cupcakerock.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só o nome do seu blog já chamou minha atenção, Evelyn. Pode ter certeza de que vou passar por lá.
      Beijão. ;)

      Excluir
  2. A primeira foto me deu água na boca só de ver! e essas árvores de natal de livros ficaram incríveis amei.E que nesse ano venham muitos sucessos e felicidades pra sua vida! bjs
    Choices

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito sucesso e felicidade para nós duas, Jeice! Que possamos fazer um 2015 incrível! ^.^

      Excluir