sexta-feira, 24 de janeiro de 2014

A arte de Joan Cornellá

Algum sobrevivente aí, após todos esses dias de inferno na Terra? *silêncio* Bom, eu estou no RS, que essa semana foi um dos lugares mais quentes do mundo... :P E eu odeio verão com todas as minhas forças, então não tá fácil. Juro que seu eu pude$$e, viajaria para um país frio durante todo o verão brasileiro. U_U

Err. Enfim, já que reclamar não adianta nada (sniff...), vamos logo ao post de hoje. Vou falar de um cara que anda por aí fervendo o coreto com seus quadrinhos - que não tem nada a ver com mangás ou gibis, e não são nada fofos. Conheci a obra dele a pouco tempo, e de cara me encantei. Já conhecem o espanhol Joan Cornellá?

Até que é gatinho. >.<

Nascido em Barcelona no dia 11 de janeiro de 1981, Joan Cornellá Vázquez se formou em Artes plásticas e tem colaborado com suas tirinhas em diversas publicações espanholas. Com um estilo perturbador, suas tirinhas dividem opiniões - alguns o julgam maluco; outros (como eu) o acham um gênio. Além do traço incomum, a crítica social é feita de forma seca e sombria, o que deixa os hipócritas conservadores bem incomodados.


Pesquisando sobre o Joan, vi entrevistas em que ele demonstra que o humor ácido não fica restrito ao seu trabalho. Ao ser questionado sobre a infância, ele disse que costumava desenhar "serial killers assassinando pessoas inocentes e pedófilos estuprando unicórnios (!), e os unicórnios estuprando e matando assassinos e pedófilos". Acho que ele deu essa resposta mais pra tirar onda com o repórter, mas isso não o torna menos perturbado. Doce como um limão. xD


Sobre as críticas que recebe, Joan cita a que mais lhe chamou atenção: "Uma das críticas mais conservadoras que recebi foi algo como 'crianças e adultos podem estar expostos a isso, e isso pode provocar seu subconsciente a cometer atos violentos contra os outros e a si mesmos.' Me pergunto se um cara desses já assistiu notícias na televisão."


Fico passada com a hipocrisia das pessoas que criticam o cara. Não gostar do estilo dele é direito de qualquer um, e isso não se discute. Agora, coisas como chamarem o Joan de doente, dizer que ele deveria ser preso, que está ensinando coisa errada às pessoas (WTF?!) e denunciar os quadrinhos dele... Ah, francamente! Primeiro: Os trabalhos dele são uma crítica. Ao desenhar uma velhinha sendo pintada de negra para ser presa ao invés de receber socorro, ele não está sendo racista - ele está justamente criticando o racismo, que faz com que pessoas negras ainda sejam vistas sempre como bandidos, em alguns países. Ao desenhar um homem drogando uma menina para deixá-la supostamente feliz, ele não está dizendo que se drogar é a solução - ele está mostrando alguém que fugiu do problema de forma tosca, após ver outra pessoa fazer o mesmo.É tudo irônico e hilário.

Tanta gente dizendo que "é pesado", que pode traumatizar as crianças e blá, blá, blá. Engraçado, o cara é um artista experimental, está fazendo denúncias através das tirinhas dele, mas é tratado como um vilão. E enquanto a mãe entra na page do Joan e faz a denúncia, o filho está assistindo uma novela das oito cheia de putaria, com uma vilã vingativa, um pai homofóbico forçando o filho gay a se casar com uma prostituta (que antes era amante dele, olha que beleza), uma mãe incitando a filha a arranjar um marido milionário.... Todas essas coisas bonitinhas, todos esses belos exemplos (not).... mas tudo bem a criança ver, melhor do que ver o sangue, o racismo e a pedofilia transbordando nas tirinhas do Joan, que está apenas mostrando a realidade que acontece no mundo, e que o povo adora cobrir com a peneira. Fora as novelas, ainda tem as músicas que bombam por aqui, o funk ostentação que fala do quanto o MC é  foda, por só vestir marcas caras e comer todas as menininhas que quiser. Aí o filhinho pode ouvir, né? Doentia mesma é a arte do Cornellá, já que ele põe o dedo na ferida que todo mundo tenta esconder. ¬¬

Esse artista não quer que olhem para o trabalho dele e digam "nossa, que lindo!". Ele quer que você olhe e se sinta incomodado, esse é o objetivo. E por isso mesmo ele é um gênio, pois consegue perturbar como ninguém.

Pra quem quiser conhecer um pouco mais sobre o trabalho do caricaturista, essa é a fan-page dele. Que tal abrir a mente, ver as tirinhas e tentar interpretá-las da forma correta, antes de sair por aí excomungando o autor? Vale a pena, ele é mesmo muito bom. :)

É isso por hoje, gente. Calor tá acabando com meu ânimo, e eu ainda tenho que me preparar pra viajem do finde. Xoxo. :*

5 comentários:

  1. Nossa, conheço as obras desse cara através do facebook, simplesmente foda! Adoooro, me divirto bastante
    Ela Fora do Comum.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir